Máscara facial de mulher

Em um mundo sobre pressão pelo advento das restrições impostas pelo COVID-19, mais conhecido como CoronaVirús, a visão de futuro da Mollitiam Consultoria e de seus clientes trilha por uma completa revisão dos planos estratégicos. Como comentado por Por Jason Bello , Shaun Collins, Ralf Dreischmeier e Ari Libarikian, consultores da McKinsey em seu post denominado “Inovar por necessidade: o imperativo da construção de negócios na atual crise”, eles questionam o que será o normal no mundo pós COVID-19?
E para você, o que acha que será normal no mundo pós crise desta pandemia?
Se você é empresario ou gestor, e não possui a mínima ideia, é hora de pensar em ir atrás dessas informações. Nunca foi tão necessário que empreendedores e gestores possuam novas competências agregadas a já existentes. A visão estratégica (criação de cenários), o aprender a desaprender, e o aprender a aprender são tão importantes quanto o trabalho em grupo, que já era difícil de administrar, imagine agora, a distância.
Empresas já montaram comitês de crise para que realizem criação de cenários futuros capazes de visualizar, planejar e aproveitar oportunidades antes dos concorrentes, além de se proteger das ameaças impostas por eles.
Os grandes banco foram os que mais rápido se adaptaram a situação vigente, e com certeza foram os que mais tiraram proveito da crise, seja através de operações de empréstimos a empresas assoladas pela crise, a “juros baixos”, seja pela economia mostruosa no que tange a funcionamento, pois estão com certeza economizando bastante no que tange a custos operacionais.
Um cenário bastante claro, e esse ninguém poderá negar é a elevação da demanda nos setores de transportes, saúde, alimentação em bares e restaurantes e o consumo elevado com a volta aos shoppings, diversão preferida de milhões de brasileiros.
Com o reaquecimento da economia, devemos entrar em contato com nossos clientes para que os contratos e pedidos sejam reativados e fiquem em standbye.
Esse seria o pior dos cenários para todos os setores da economia brasileira e mundial. A hora de planejar o fechamento de contratos é agora, pois, deve-se garantir o mínimo de demandas, sejam de seus produtos ou serviços para entrega imediata. Esse pensamento evita que vejamos especulações, e ofertas paranóicas para aquisição de produtos ou serviços que já está acontecendo agora, imaginem em um mundo pós crise. Vários empresários, no afã de adquirir contratos a todo custo irão oferecer o que não terão como entregar, desta forma, a continuidade da operação de uma organização deve ser garantida agora.
Quem não lembra do caso das mácaras que foram encomendadas por diversos países e misteriosamente foram parar nos EUA?
É disso que estou falando, no aquecimento da economia, quem não garantir antes os insumos para funcionamento de suas operações, poderá passar pela situação de não conseguir operar por falta de recursos.
O questionamento que todo gestor deve se fazer é: “ Como posso assinar um contrato com meus antigos e futuros clientes fazendo com que ele entenda que, na retomada da economia, muita demanda e pouca oferta pode se tornar um problema para ele?
Então, aproveite o momento atual para planejar sua estratégia, mas mão somente com um cenário a ser pensado, e sim pelo menos três.
Nós da Mollitiam Consultoria atendemos nossos clientes de forma a terem o máximo de informação que os deixem mais confortáveis na tomada de decisão, em momento em que necessitam navegar em águas turbulentas.
Muitos profissionais questionam planejamentos, alegando que, se o futuro é incerto, o planejamento pode ser totalmente equivocado em relação ao futuro. Porém, é fato que, quem planeja, possui conhecimento profundo sobre o negócio onde trabalha, e, desta forma, sabe das possibilidades e limitações dessa organização. Não podemos dizer o mesmo de quem não planeja, se posiciona na defensiva e não conhece nem seu setor por completo e muito menos o cliente interno que deveria atender tão bem quanto o seu cliente externo, porém esse asunto é para um outro post.
O recado deixado tanto pelos consultores da McKinsey, quanto por nós, é para que todos, gestores e seus comandados comecem a reinventar suas organizações para um novo futuro, totalmente tecnológico e voltado mais para a comunhão dos mercados do que para isolamento em segmentos.
Temos como exemplo o Banco ITAÚ, o Laboratórios Sabin, a Fundação FIOCRUZ, e tantos outros que sairam de seu core para fornecer informação através de lives e ajuda monetária e em outros campos afim de manter a sanidade dos mercados e das pessoas, além de evitar que faltassem insumos nos hospitais para que os profissionais da saúde pudessem trabalhar de forma eficiente, eficaz e efetiva.
Você ainda duvida que o mundo nunca mais será o mesmo?
Então o que está esperando? Mão a obra.

 

Seguir

  • Instagram

Contato

(61) 99911-3953

Endereço

The Brain
Centro de Convenções Ullysses Guimarães

©2020 por Mollitiam Consultoria.